segunda-feira, 30 de dezembro de 2019

Jornada 2019 do Relicário de Luz

2019. Seis anos de Relicário. Olhamos para esta jornada percorrida. E quanta coisa aconteceu! Quanto encontro de olhos nos olhos!

E vamos começar logo pela manhã, com aquele acolhimento de quem recebe no portão. Ou cada criança e a família, na porta, pela materneira ou jardineira. Ou cada criança do primeiro ciclo pela professora, com aperto de mão e sorriso farto de bom dia.


Portal das crianças do Primeiro Ciclo



E pela manhã ressaltamos aqui três momentos excepcionais. O dia em que aguardamos as mães com cantoria e ramos de alecrim e flor... E os pais com abraço de Alberto, uma pedra preciosa e cantoria. Teve também a semana em que as famílias homenagearam os professores, cada manhã um cadinho de amor.


Encontro de Mães, em maio.


Encontro de Pais, em agosto.


Homenagem das famílias aos professores 


E por falar em amor... Tivemos momentos de "círculo de amor" para as mães que gestaram uma criança em seu ventre. Emocionante! Um encontro de mulheres para conversar e estar simplesmente junto. O encontro com as famílias do primeiro ciclo para vivenciarem um pouquinho do dia-a-dia de seus filhos. E a oficina de bebês e de histórias, onde costuramos com a Catita a nossa própria vida em meio aos fios e tecidos. E tantas outras tardes de costura e aconchego.


Encontro de Mães, em novembro, no Espaço Casa do Rio



Costura e Aconchego com a Catita 




Encontro com as famílias do Primeiro Ciclo



Oficina de bebês e histórias

E por falar em nascimento... Os aniversários de cada criança foram aqui celebrados, com cerimônia singela e repletos de significado profundo. Teve aquele almoço de início de ano preparado pelas famílias com o ensejo de dar boas-vindas às famílias novas e o café de final do ano simplesmente para se encontrar. E teve também despedida para as famílias que vão partir para uma nova jornada: algumas  silenciosas e outras repleta de roda de afeto.







E por falar em despedida... O Relicário também está de casa nova em 2020. E aí vale se despedir da anfitriã da casa, a Gisele, que permitiu que o Relicário se estabelecesse em sua residência no Vila Nova por três anos. As crianças fizeram um caderno de desenhos e de agradecimentos. E claro! A despedida com o senhor Aldo, que cedeu o próprio quintal para que as crianças pudessem brincar.


Nós no terreno do senhor Aldo


Com a Gisele, proprietária da casa do Vila Nova, sede do Relicário por três anos. 


2019 - Relicário no Vila Nova na casa da Gisele.




E por falar em brincar no quintal... Em outubro aconteceu a segunda edição do evento "Ser Criança num Quintal do Tamanho do Mundo" com a presença do indígena Kaká Wera ampliando o nosso olhar para o ato de cuidar de si, do outro e do mundo. E também de artistas-educadores: Jorge Hoffmann, Humberto Soares, Vilmar Conzatti, Silvane Silva, Alex do Nascimento e do grupo de teatro DeMães.


Ser Criança num quintal do Tamanho do Mundo... Com Kaká Werá


Ser Criança... Com Jorge Hoffman e o Ovo Mágico


Ser criança... Com Alex Nascimento no Lambe-Lambe


Ser criança... Com Silvane Silva no Cultivo com Afeto


Ser criança... Com Vilmar Conzatti na Dança Circular


Ser Criança... Com Humberto Soares na Mandala

E por falar em cuidar... Nossos quatro encontros de época são vivências do nosso dia-a-dia com as crianças e também de propostas para o adulto (pai ou mãe) cuidar de si ao cuidar também do outro. Aqui tivemos a escuta atenta da história do outro, o momento de contar sua própria história e até de ver um pedacinho de sua história sendo encenada, um olhar sistêmico para a ordem dos irmãos, um intenso rito de passagem (de renascimento), o destrinchar de histórias arquetípicas e a confecção da lanterna da Menina da Lanterna.


Encontro de Época com o grupo de teatro DeMães


Encontro de Época na confecção da Lanterna

E por falar em Menina da Lanterna... Nossa celebração de São João com a presença dos avós foi divertida e calorosa. Brincadeiras antigas divertiram as famílias, pais e mães encenaram com primor a história da Menina da Lanterna, caminhamos na mata escura guiados pelo fogo das lanternas e por fim, os gestores e professores, acenderam a fogueira com tochas que luziam a força deste relicário de luz.


Teatro da Menina da Lanterna encenado por pais e mães


Diversão para pequenos e grandes


Festa de São João

E por falar em avós...  Numa manhã de agosto recebemos os avós das crianças das estrelas e do primeiro ciclo para aquele encontro de histórias, pertinho do fogão. Uma das crianças nos disse: "Por que as histórias dos avós são sempre as melhores"?


Avós no Relicário contando suas histórias

E por falar em histórias... Aqui tem história todo dia, na roda da manhã, ao final da manhã, em cada época, em noite de acampamento. Ah! Os acampamentos do Primeiro Ciclo! Em agosto em Campo Alegre com visita ao Rancho das Cabras e ao Cantinho da Monalisa. E em novembro para se refrescar e se divertir no Recanto Davet. E por lá todas as crianças e professores do Relicário se reuniram para fechar o ano com um banho de rio.


Histórias de Natal com Sementes e Girassol


Histórias de Natal com Sementes e Girassol


Histórias de Natal nas Estrelas


Passeio Encantatório em Campo Alegre


Último dia do ano no Recanto Davet

E por falar em passeios encantatórios... Fomos com o primeiro ciclo à Biblioteca Pública, ao SEBO, ao jardim do Museu de Arte e também ao Ateliê Lardic. Para degustar lugares propícios de leitura, de contemplação e do fazer manual com significado.


Passeio encantatório ao SEBO de Joinville


Passeio encantatório à Biblioteca Pública de Joinville


Passeio encantatório ao Ateliê Lardic



No jardim do Museu de Arte

E por falar em livros... Quantos livros arrecadados para o acervo de nossa biblioteca?! Quantos livros estudamos por aqui nos encontros de professores e nos grupos de estudo. E há que se contar por aqui que as crianças do Primeiro Ciclo produziram um livro, a releitura da história "O burrinho de Maria", peça de teatro escrita, ilustrada, musicalizada, e encenada por eles no final do ano (logo mais contamos em detalhes este processo).


Grupo de Estudo repleto de histórias arquetípicas


Apresentação do Teatro "O Burrinho de Maria"


Caderno escrito e ilustrado por todas as crianças do Primeiro Ciclo

E por falar em música... Quantas criações? As crianças maiores descobriram que podem compor... E também despertaram a vontade de tocar um instrumento musical: kantele, flauta, violão ou percussão. Ah! E por aqui cantamos todos os dias, em momentos diversos e num bem especial: o coral de sexta-feira. Tudo começou com a vontade das crianças em apresentar nossas cantorias no Festival da Primavera.



Coral no Festival da Primavera



Coral de sexta-feira no Relicário

E por falar em Festival da Primavera... Que dia especial! Cada família ofereceu algo: um quitute para a barraca do lanche, a feitura do almoço, reiki pelas mãos de mães, bonsais cultivados por um pai para decorar o ambiente, cantinho de ervas e flores, rodas de conversa, oficina de dança, oficina de espiral de ervas... Um dia de sol que iniciou com a cantoria do coral do Relicário e com uma roda para celebrar a força do útero que guarda a semente.


 Ervas e temperos com essas mulheres do dedo verde: Estela e Silvana


 Feirinha da Vanessa


Bonsais cultivados pelo Thiago


 Roda de Conversa com um olhar sistêmico com Letícia


Almoço preparado pela Rita, Luana e o Claudio



Jóias oferecidas pela Daiane


 Espiral de ervas com a família do Silvio e da Martinha


Reiki com a Claudia


Dança com a Taysa


Roda de Conversa com humor com a Silvia (e de riso também)


Roda de conversa sobre uma viagem na América Latina com a Vanessa e o Ernesto


Suco no Festival da Primavera


Barraca de quitutes organizada pelas famílias


Roda de conversa de fotografia com a Andressa, o Sandro e o Jackson





E por falar em semente... Um cantinho aqui foi preparado, adubado, para receber mudas e sementes de milho que vieram da casa dos avós. No festival foram distribuídas sementes de Girassol. As que ficaram por aqui foram plantadas pelas crianças ao lado do milho. E todos nós tivemos a oportunidade de acompanhar o crescimento do "milharal" com o nascimento de espigas e da abertura de girassóis. Em alguns momentos encontramos crianças à cantar ou a fazer uma prece ali pertinho. Um momento sagrado.


Plantando o milho com as crianças


O cantinho de ervas e temperos trazidos pelos avós

E por falar em sagrado... Em cada encontro, de vida pulsa, de relicário, de proteção, de despertar, de presença, de consciência da dor e da beleza de ser quem se é, do sagrado, acontece um verdadeiro ato de educação, de autoeducação. Agradecemos imensamente as famílias a disposição em estar presente em alguns destes encontros, e em outros em que pudemos estar frente a frente, em sintonia, numa conversa acolhedora em que o essencial pode se revelar.


Gratidão por aqueles que por aqui passaram, no festival, em estudos, encontros, visitas... Pelos pais e mães que se dispuseram a estar com a gente em algumas manhãs. Por aqueles que deixaram um cadinho de si, e levaram um cadinho de nós.


O André fazendo espadas de Micael


Camila montando com as crianças, a maquete da nova sede do Relicário.


O Sandro, com sua espada, contando sua história na época de Micael


O pai Jonathan o impulsionador da marcenaria da escola. 
E que escreveu uma carta para as crianças, quando estava no Japão.


Ao pai Henrique com seu violão nos dias de coral


O Kaká Werá numa roda de conversa e cantoria


A Cila com seu instrumento mágico


O pessoal de São Bento numa manhã de sábado para uma visita.


Meditação com o Luis Fernando


O Aldo com seu violão


A querida Pilar com seus conhecimentos sobre a infância


Oficina de Cantoterapia com a Francisca Cavalcanti


Ao Vitor, do orgânico pela parceria.


Ao Café Castelo do Monte pela presença em nossos eventos

Gratidão à todos por cada gesto ou pensamento que corroboraram para a construção da nova sede. Um sonho que se torna realidade. 


Terreno da nova sede do Relicário em 2020


O vovô Vilmar e outros pais no último dia de mutirão de 2019.


Construção do Espaço Físico da nova sede do Relicário


Gratidão aos fotógrafos que registraram estes momentos da jornada do Relicário: Sandro Moret, Andressa Corrêa, Amanda Gabrielli e Jackson Nessler.


E bora lá trilhar os sete anos do Relicário!

Se este lugar te desperta, te convida, te faz vibrar, ou se inquietar, venha nos visitar. 
Agende uma visita para que possamos te atender com atenção e dedicação. Em janeiro estaremos por aqui na nova sede do Relicário de Luz.

3464-1074 ou 99990-7712
contato@relicariodeluz.com

Com afeto!
Gisele Becker e Alberto Ferreira
Fundadores, gestores e professores do Relicário de Luz

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Obrigado por deixar o seu comentário e enriquecer ainda mais o nosso trabalho.