sexta-feira, 11 de outubro de 2019

Passeios Encantatórios - Campo Alegre


Dia de céu límpido. Nos encontramos num lugar belíssimo, de árvores frondosas, de lago grandioso, de cabanas de madeira, de corda amarrada em árvore e de um imenso gramado para explorar. E logo fomos comer um almoço preparado por mãos de avó. Imagina a delícia.






 Ah! E depois aquele sossego. Tinha criança lendo, outras pulando corda, outra ainda se pendurando na corda, ou simplesmente conversando, e até mesmo em silêncio contemplando. Sozinhas, com um amigo ou em grupo. Não importa.Estávamos todos ali, naquele lugar encantador. Um cachorro que queria brincar, patinhos num lago para se contemplar.







E então fomos conhecer o cantinho da Monalisa e de sua família. Caminhar de mãos dadas no chão de terra. No caminho a araucária que se abria no céu imenso. Em sua casa acompanhamos o processo de tirar a lã da ovelha, cardar, fiar, tingir e tramar. Chegamos bem pertinho das ovelhas, pegamos filhotes em seu colo. E lá fora um piquenique de frutas, de pão fresquinho, de água refrescante. E um gramado grande para correr atras das galinhas. A despedida. O agradecimento.
















O caminho de volta. O banho. A janta. A fogueira. A história. E o aconchego de uma cama macia.

O sol foi clareando o ambiente e escuto uma voz me chamando. E logo já era aquela euforia de crianças pela cabana. O café da manhã farto. O trajeto até o Rancho das Cabras. Desta vez de carro. Conversa. Cantoria.



E lá estivemos bem pertinho das cabras. Uma delas estava grávida e pudemos fazer carinho. E depois o passeio de trator. É tão simples proporcionar um instante de felicidade para as crianças. Um dente de leão. O pedido. Assoprar que o vento leva ao céus.... O passeio pela horta orgânica. Um homem atencioso a nos acompanhar e contar sobre o lugar. Com paciência.  Nos convidou para voltar outro dia que ele nos guiaria por uma trilha por lá.

















O piquenique. As árvores frondosas para escalar. O galinheiro.Um espaço ao ar livre para brincar. A despedida. Cada criança levantou a mão e uma a uma foi agradecendo.







O almoço. Nossa última refeição ali. Agradecemos por terem nos recebido ali com tanto afeto.

E lá fora o tempo sem tempo para brincar, andar à cavalo, correr, balançar, conversar, aquietar.







Foi assim nosso passeio encantatório. Um caminhar, dar passos, com canto, com encanto. E em cada lugar e tempo um aprendizado. Uma memória. Um convite a olhar para o mundo mais uma vez, com outros olhos. A escola estendeu-se até Campo Alegre. A vida pela própria vida. O aprender como algo intrínseco à vida. Com pessoas que fazem o que gostam, lidando com a terra com o mesmo cuidado que tem com seu próprio corpo, cuidando dos bichos como de seus próprios filhos. Um a um. De maneira artesanal, primordial.

Quantos registros, memórias, perguntas se fizeram em mim. Uma menina que chorando disse que não conseguia montar à cavalo. E tentou novamente quando eu disse para ela que tinha medo de ir também. Crianças que se soltaram na corda quase a sobrevoar o lago. Meninos a tentar construir uma casinha minúscula para um bichinho que tinham encontrado. A alegria genuína ao estar num trator. O pedido ao assoprar o dente de leão que só existisse bichos no mundo. Andar de mãos dadas cantando pela rua.Os abraços aconchegantes. A possibilidade de ver uma roca de tão perto. Como é quentinho segurar uma ovelha. A sensação do ventre repleto de vida, de uma cabra. O céu azul e eu deitada no gramado. Os morangos vermelhos recém nascidos. As crianças correndo numa disputa para ver quem pegava uma galinha. Um menino empolgado com o boi. Crianças auxiliando um menino que subiu numa árvore e não conseguia descer sozinho. Crianças procurando meios para acender uma fogueira diante dos olhos dos adultos que os observavam.

Gratidão por poder acompanhar o processo de cada um de vocês, assim de tão perto
Gratidão as famílias pela confiança neste caminhar.
Gratidão Alberto pela parceria nesta jornada.
Gratidão professor Adriano pelo dia.

Gisele Becker
Cofundadora, Gestora, Professora e Mãe do Relicário de Luz.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Obrigado por deixar o seu comentário e enriquecer ainda mais o nosso trabalho.